Para entrar em contato conosco, clique Temas cientificos
Página inicial

Contatos

La Liberté est en Canaan

O Efeito Bumerangue

A vida nasce do conhecimento

Nosso objetivo

La Transition Réussie

A França e Deus

Órgãos genitais femininos

Ler com música

Outros temas espirituais

Ciência e Fé

Sites amigáveis

Topo Página inicial do livreto Sua página anterior
Seguinte Capítulo Seguinte Capítulo

1 - O espírito sob tutela não pode gerir adequadamente a consciência


Todos aspiramos à liberdade e, no entanto, o ditado nos diz que a liberdade de um termina onde começa a do outro, o que é perfeitamente verdade em nosso mundo atual.

Isso não será mais o caso no próximo “mundo”, que, no entanto, garantirá a liberdade individual de todos muito além do que podemos experimentar hoje, se os humanos souberem como tomar a direção certa. É assim que se este mundo souber ouvir o Espírito Santo, então será perfeitamente livre, mas se preferir demasiada “supervisão informática intervencionista”, será perfeitamente escravo.

Tudo já não terá se tornado perfeito neste próximo mundo, mas não será como hoje, em que a percepção da liberdade não é percebida da mesma forma por todos, o que leva a uma falsa liberdade, sujeita à percepção de seu bem por qualquer outro. É o que acontece, porque desde Adão e Eva, essa noção de bem é trazida a todo ser humano por meio de uma lógica espiritual sob tutela, não destinada a administrar adequadamente a consciência. É por isso que Deus advertiu nossos ancestrais desobedientes a não comerem do fruto da árvore do "conhecimento" do bem e do mal, que a consciência traz, ou morreriam.

A consciência é a parte genética que nosso Criador escreveu no ser humano, cuja abertura para perceber o reflexo de seus erros em relação à sua vocação genética, fez o homo sapiens passar da natureza animal à humana, numa progressão para a natureza divina. Não estava para deixá-los em erro que o SENHOR lhes proibiu o conhecimento dessa "consciência", mas pela lógica com que eram dotados para administrá-la. Essa lógica do espírito foi colocada sob a tutela de Lúcifer, para administrar adequadamente o instinto animal do homo sapiens e, portanto, cumpriu perfeitamente sua função na progressão deste último até os tempos de Adão e Eva. Por causa da incitação à desobediência a Deus por Adão e Eva por parte deste tutor, todo embrião humano, desde sua criação, é sempre dotado dessa lógica baseada em um sistema de recompensa/punição, embora traga apenas meros desejos imprecisos demais para lidar adequadamente com a consciência.

Esta é a razão pela qual o tutor, colocado nesta lógica espiritual, então tomou o nome de Satanás, o mentiroso e porque o conjunto lógica/tutor, derrotado pela obediência de Jesus na Cruz, está prestes de ser abandonado da construção humana pelo SENHOR nosso Criador.

É este conjunto, lógica/tutor, que é a fonte de todos os nossos conflitos atuais e é por isso que o SENHOR empreendeu há 6.000 anos, a transição da lógica na humanidade, revelando-se primeiro ao mundo através do Velho, depois o Novo Testamento. Essa transição de lógica chegou ao seu ponto de inflexão, pois se desde o primeiro Pentecostes essas duas lógicas coabitam nos humanos, para treiná-los no manejo adequado da nova “lógica” do Espírito Santo, não será brevemente o caso. O "mundo" chamado a desaparecer não será aquele guiado pelo Espírito Santo, mas aquele que permanece estruturado na lógica inicial e sua tutela, que aguardam a aplicação da sentença divina.

Como fez nos dias de Adão e Eva, Satanás então usa falsas verdades, que só são falsas no contexto ao qual ele aplica essas verdades. Quando nos dias de Adão e Eva Deus os advertiu a não comer do fruto do conhecimento do bem e do mal ou morreriam, Deus estava falando sobre a vida eterna em nível espiritual, bem como removendo aquela lógica, tal como da mudança de lógica que exige ter que morrer para si mesmo, para receber de ele o Amor divino. Satanás então virou a palavra de Deus a seu favor e apresenteou Adão e Eva com a morte física que os enganou. Da mesma forma hoje, quando Satanás sugere que a igreja será miraculosamente arrebatada para Deus, ele está cem por cento certo, visto que tem sido tão espiritualmente desde a crucificação. Quando ele acrescenta que a coisa acontecerá durante o tempo da vinda do anticristo, ele está novamente certo, pois será ele, quando for projetado na terra, que se voltará contra aqueles que apenas tentaram resistir, sem confiar em Deus para reescrever suas mentes na natureza divina, mesmo que tenham sido chamados para isso. Cabe, portanto, a nós não sermos enganados, pois Satanás então coloca um contexto particular como generalidade. Se hoje Jesus coloca o Espírito Santo como uma segunda "lógica" no coração daqueles que desejam segui-lo com toda verdade e sinceridade para fazer a vontade divina, ele quer chegar a reescrever no Amor divino as partes ambivalentes programadas pela primeira lógica em nossos cérebros antes de nosso nascimento.

Jesus quer ir muito além de simplesmente cobrir nosso pecado original, que atua em nós como “monitoramento parental” na computação, do qual Satanás permanece tutor, porque quer reescrever essa parte de nosso cérebro em Amor divino, senão nosso cérebro apenas aplica um coeficiente corretivo ao nosso amor egocêntrico, para dar-lhe a aparência de Amor divino.

Só o Espírito Santo pode de fato nos permitir gerir nossa consciência com integridade, se nosso sistema emocional estiver perfeitamente reprogramado na natureza divina, em total irmandade com Jesus no céu. Se estamos hoje apenas em uma situação intermediária, em que cada um ainda é chamado a fazer a escolha de seguir Jesus ou não, alguns com sua velha lógica e outros mais precisamente com o Espírito Santo, está chegando a hora ser provado que Jesus no céu pode erradicar qualquer parte de Satanás no sistema emocional humano.

Depois virão os tempos em que Satanás terá sido projetado na terra como anjo de luz, para fazer reinar pela força a lei divina, como era antes, mas que dará lugar ao início deste novo "mundo" em que os humanos não mais nascerão sob a tutela de Satanás, porque serão dotados do Espírito Santo desde sua procriação. Tudo ficará então para ser feito em nível coletivo em toda a humanidade neste novo mundo, antes que o reino dos sacerdotes, que Jesus está preparando para Deus seu Pai, desabroche plenamente.

Se este é o chamado de Cristo para a humanidade, o de todos é perseverar no caminho que Jesus colocou diante dele, mas qualquer que seja o nível em que Jesus o use, ele deve saber que está trabalhando a este mundo no qual leite e mel um dia fluirão no nossa terra, porque Jesus reinará na terra e no céu.


A liberdade é em Canaã


Os Tempos atuais


Os tempos em que vivemos são aqueles durante os quais o Eterno, o Deus de Abraão, Isaque e Jacó, quer conduzir os humanos à verdadeira liberdade do espírito, que ele vem preparando desde Adão e Eva.

Após a restauração de Israel em 1948, o fim do estabelecimento de seu povo, sobre os valores de Canaã de ontem, marcou a abertura da conquista da Terra Santa à humanidade.

A hora, portanto, não é mais esperar a morte física para receber de Jesus sua natureza divina, pois depois de ter colocado seu Espírito Santo no coração de quem quer segui-lo para melhor guiar seus velhos sentimentos, Jesus quer que seja como Ele, trazendo ao espírito em seu cérebro, uma Coroa de Amor divino.

Esta é a verdadeira Liberdade que ele oferece hoje, não só à igreja, mas também à Igreja, para que ela assuma uma natureza idêntica à sua, como será a sua "Esposa", chamada a viver um mundo de Paz do lado dele.

A porta para a reescrita da mente está realmente aberta hoje para toda a humanidade em Jesus Cristo e é por isso que agora estamos testemunhando todo esse surgimento de sistemas totalitários em todo o mundo, porque o inimigo sabe que tem pouco tempo.

Cabe, portanto, a cada um não se deixar roubar a oportunidade que lhe é colocada em Jesus Cristo, porque a Verdadeira Liberdade é aquela que o Espírito Santo trará a um mundo em que fluirá leite e mel, fora da tutela de Satanás. Deus realmente prometeu colocar suas leis em nossos “corações”, mas também escrevê-las em nossas mentes.

Topo Topo