Pour nous joindre, cliquez psyp
Página inicial

Para contatar-nos

O Efeito Bumerangue

Nossos temas científicos

Órgãos genitais femininos

Nosso objetivo

A França e Deus

Ciência e Fé

Acesse nosso blog

Ler com música

Outros temas espirituais

A vida nasce do conhecimento

Sites amigáveis

AS MARAVILHAS DA PROCRIAÇÃO HUMANA

Ao olhar dos órgãos genitais femininos, onde o acaso tem ainda o seu lugar?


Embora extracto de dados científicos sérios, citados em bibliografia, a exposição seguinte não apresente em nada um carácter de ensino médico. O objetivo buscado é demonstrar a enorme quantidade de dados que consiste em obrigações e proibições, que são necessários para a criação de um novo ser humano, para que todos possam meditar sobre todo o conhecimento armazenado nas duas células que são a óvulo e um espermatozóide. Como vimos ver-lo à página Qualquer vida nasce do conhecimento e não da matéria”, cada um poderá por conseguinte pôr-se a pergunta saber se  está realmente deveria acreditar que o acaso só pode gerar tudo isso organização com todas as suas proibições. Isto é o que alguns que se consideram darwinistas, para refutar a existência de Deus, enquanto que Charles Darwin nunca tentou mostrar que Deus não existisse. Apesar de ter perdido a fé com a idade de 42 anos após a morte de sua filha, permaneceu em dúvida até a sua morte mas de acordo com alguns  que reencontrou a fé na sua velhice. Se atarefaríamos-nos a redigir o processo de Darwin, esquecendo os cerca de momentos de dúvidas que cada um pode ter durante a sua vida, forem talvez inflexíveis contra ele, mas se sabemos que seremos julgados com a medida com a qual julgamos, olharemos então aos trabalhos e não à pessoa. Ele mesmo dizia-se agnóstico e não ateu, porque recusando-se entrar na comparação de dados metafísicas para solucionar qualquer problema imposto, como já temos falado no parágrafo precedente.

Se formos honestos e imaginarmos que com as relações que ele fez entre as plantas e todas as espécies animais, utilizou o nome de Deus para definir esta semelhança entre as diferentes vidas sobre terra, qual teria seguido dele? A maioria dos cientistas ele teria rido a  face, enquanto que os cristãos ter-o-iam excomungado, como tivessem-o feito para Galileu. Tinha por conseguinte realmente escolha?

Agindo como fê-lo, nele recebido pelo menos o bom sentido dos cientistas, embora muitos entre eles utilizaram os seus trabalhos para tentar provar que o acaso é a causa da vida sobre terra e que Deus não existe. No que diz respeito aos religiosos, numa atitude que é infelizmente usual ao mais carismática do intolerantes, por fanatismo ou ignorância, continuaram que desacredite-lo, usando contra ele este que nunca disse, isso é a mentira. É assim que num amálgama entre o ensino de certos meios e o pensamento colectivo veiculado ao fio do tempo, as nossas crianças ou pequenas crianças hoje, não sabem mais fazer a diferença, se o homem evoluiu do macaco ou não, se nós fomos criados pelo acaso ou Deus. Essa é a tragédia!

Outro assunto de reflexão apareceu-nos igualmente corrente da realização destas páginas, é o ligado ao aborto, nos casos de gravidezes indesejada. Não militamos contra o aborto, mas são conscientes dos estragos mentais e espirituais que geram tais actos, mesmo se puderem às vezes parecer necessários sobre o momento. Acreditamos que cada um tem o direito de ser informado sobre o andamento de uma gravidez antes de tomar uma decisão contra a natureza como a do abortar. Devemos nunca esquecer apenas neste exemplo preciso, a fim de fazer aceitar a gravidez à uma jovem rapariga e conduzir-o ter um papel de mãe que não é necessariamente inato, Deus programou variações hormonais que vão ter uma incidência sobre o glândula pituitária e por conseguinte sobre o equilíbrio da pessoa. É com efeito muito surpreendente constatar quanto a evolução é rápida ao início da fecundação, e quanto todas as variações hormonais têm um rápido impacto sobre a psicologia da mulher, dado que para algumas cujo ciclo menstrual é mais ou menos regular, a placa neural que marca o início do neurulação do embrião (Primeiros sinais de implementação do sistema nervoso) pode começar para o 19.o dia após a fecundação, ou seja para o 33.o dia de um ciclo que comporta normalmente 28.

Quantas mulheres não se consideram, neste momento algumas regras ligeiro atraso casual, muito habitual para algumas? No entanto, as mudanças já começaram a fazer ...

1 - Posicionamento do aparelho genital feminino

Tuba uterina (ou Trompa de falópio)

Pavilhão

Ovário

Útero

Cerviz ou Colo do útero

Um dos ligamentos que suporta o ovário

Bexiga

Ducto urinário

Vagina

No estado de repouso, a cerca de terceira parte inferior da vagina é fechada

2 - Desenho esquemático do aparelho genital feminino, com excepção do tempo de ovulação

Tubas uterinas (ou Trompas de falópio)

Ovário

Folículos

em diferentes estágios de crescimento

Corpo lúteo

Músculo uterino

Vagina

Cerviz ou Colo do útero

Endométrio (Membrana mucosa uterina)

Fimbriae (franjas)

Pavilhão

Para garantir a função de implementação do oócito entre o 5º e 7º dia após a fertilização, e seu suprimento de oxigênio e alimento, as Mucosas uterinas, chamadas endométrio, incham-se particularmente a este momento. A sua renovação produz uma hemorragia chamada “regras“ no caso de não fecundação do óvulo. Esta hemorragia é mais ou menos importante em função da espessura da membrana mucosa uterina desenvolvidas pela pessoa e a ruptura dos vasos sanguíneos.

Topo Topo
Início deste tema Continuação deste tema Topo Continuação deste tema